PEC 206 quer cobrar mensalidade em universidade pública; entenda o que mudaria com fim da gratuidade

COMPARTILHAR:

Gratuidade seria mantida para alguns estudantes e valor mensal deve ser definido pelo MEC, conforme proposta; medida está na pauta da CCJ da Câmara de

 

BRASÍLIA E SÃO PAULO - A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 206/2019 propõe cobrar mensalidade em universidades públicas. A ideia é que as instituições usem os recursos captados para dívidas de custeio, como água e luz, e que a gratuidade seja mantida para alunos que não tenham condições socioeconômicas de arcar com os custos. O valor mensal seria definido pelo Ministério da Educação (MEC).


A PEC estava na pauta da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), da Câmara dos Deputados, desta terça-feira, 24. Mas, segundo o relator , o deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil-SP), deve ser adiada para a semana que vem. 


O CCJ precisa avaliar a admissibilidade da proposta. Ou seja, se a PEC não viola as cláusulas pétreas da Constituição. Caso seja admitida, tem mérito analisado por uma comissão especial, que pode alterar a proposta original - com prazo de 40 sessões para votação. Só então ela vai ao plenário da Casa Legislativa. Por ser uma PEC, a aprovação depende dos votos favoráveis de 3/5 dos deputados (308), em dois turnos. Após a aprovação em uma Casa, é enviada para a outra, neste caso, o Senado. Se aprovada, é promulgada na forma de emenda constitucional - se houver modificação substancial, não só na redação, ela volta à Casa de origem.


Autor da proposta, o deputado federal General Peternelli (União Brasil -SP) justifica a mudança no artigo 206 da Constituição com base no relatório Um ajuste justo - propostas para aumentar eficiência e equidade do gasto público no Brasil, elaborado pelo Banco Mundial em 2017. O estudo da entidade diz que o gasto brasileiro com estudantes do ensino superior público é “muito superior” ao de países como a Espanha e a Itália, por exemplo. 


Peternelli, que está entre os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, escreveu que a “maioria dos estudantes dessas universidades acaba sendo oriunda de escolas particulares e poderiam pagar a mensalidade”. “Não seria correto que toda a sociedade financie o estudo de jovens de classes mais altas.” A PEC é relatada pelo deputado Kim Kataguiri (União Brasil-SP).


“A gratuidade generalizada, que não considera a renda, gera distorções gravíssimas, fazendo com que os estudantes ricos – que obviamente tiveram uma formação mais sólida na educação básica – ocupem as vagas disponíveis no vestibular em detrimento da população mais carente, justamente a que mais precisa da formação superior, para mudar sua história de vida”, continua a justificativa.


Nesta segunda-feira, 23, o Estadão mostrou que os Institutos Villas Bôas, Sagres e Federalista apresentaram o seu Projeto de Nação, O Brasil em 2035. O odocumento, dentre outros pontos, prevê que a classe média deve pagar mensalidades nas universidades públicas


Na última década, a implementação das cotas socioeconômicas e raciais levou para as universidades alunos de perfil socioeconômico mais vulnerável. Pesquisa da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), de 2018, indica que 70,2% dos alunos estão na faixa de renda mensal familiar per capita de 1,5 salário mínimo. Alunos que cursaram ensino médio em escolas públicas foram maioria absoluta (64,7%) - os que cursaram em particulares representaram 35,3%. 


Cobrar mensalidade na universidade pública é fechar as portas do conhecimento para os filhos das famílias pobres e tornar esses espaços ilhas da elite. Universidade não se privatiza, se populariza! #PEC206nao — ANPG (@anpg) May 24, 2022


Nas redes sociais, entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) criticaram a proposta. "Nós não vamos pagar nada! Uma educação pública, gratuita e de qualidade é direito assegurado pela nossa Constituição!", escreveu a UNE nas redes sociais. 


Como assim cobrança se a faculdade é pública? Cobrar a quem? Tô perdida — Anitta (@Anitta) May 24, 2022


Também pelas redes sociais, a líder do PSOL na Câmara, a deputada Sâmia Bomfim (SP) rebateu o argumento que embasa a PEC. “Contra as mentiras daqueles que querem destruir a universidade pública e gratuita, espalhe a verdade: maioria dos estudantes das universidades federais é de baixa renda! #PEC206Não”, escreveu a parlamentar, no Twitter.


Contra as mentiras daqueles que querem destruir a universidade pública e gratuita, espalhe a verdade: maioria dos estudantes das universidades federais é de baixa renda! #PEC206Não https://t.co/xPsMUdyJSe — Sâmia Bomfim (@samiabomfim) May 24, 2022


Relator da proposta, Kataguiri considera a repercursão da PEC "excelente". “Quanto mais debatido for esse projeto, melhor. Mesmo porque ainda tem 40 reuniões de comissão especial se for aprovado”, disse o deputado ao Estadão/Broadcast. Afirmou também que ainda precisa sentir o clima do plenário para saber se o projeto pode avançar mesmo em ano eleitoral.


Kim Kataguiri votou a favor de admitir a PEC


Peternelli afirma que, para garantir a gratuidade aos que necessitam, comissões de avaliação precisariam criar cadastros de pessoas que terão esse direito.  O MEC, por sua vez, deverá estabelecer de faixas de valores mínimos e máximos. “Idealmente, o valor máximo das mensalidades poderia ser a média dos valores cobrados pelas universidades particulares da região e o valor mínimo seria 50% dessa média. Mas isso será objeto de ulteriores estudos”, complementa o deputado.  


O relator da proposta, em dois pareceres, votou a favor da PEC - ou seja, pela constitucionalidade, juridicidade, boa técnica legislativa e admissibilidade dela. “Não estamos eliminando o ensino público superior, muito menos na modalidade gratuita. A gratuidade continuará existindo, mas será restrita aos alunos que dela precisam”, defendeu o relator.


Kataguiri disse acreditar que a cobrança de mensalidade de alguns alunos não seja “retrocesso”. “Pelo contrário, trata-se de prestigiar a regra geral de igualdade - esta sim cláusula pétrea - que determina, no que tange às contribuições das pessoas ao Estado, que cada um contribua de acordo com sua capacidade financeira.”


Essa sempre foi minha posição. A educação brasileira não pode continuar sendo uma máquina de desigualdade social (tirando dos pobres e dando pros ricos). Precisamos investir na educação básica e ampliar o acesso dos pobres na Universidade. — Kim Kataguiri ☘️ (@KimKataguiri) May 24, 2022

COMMENTS

Nome

Abono Salarial,2,Agenda,3,Altinópolis,1,Américo Brasiliense,188,Araçatuba,6,Araraquara,5469,Araras,3,Artur Nogueira,1,Barretos,2,Batatais,1,Bauru,23,Bebedouro,3,Boa Esperança do Sul,8,Borborema,2,Botucatu,2,Brasil,21,Brotas,3,Bueno de Andrada,2,Cajuru,2,Campanha Eleitoral,1,Campinas,30,Carreira,113,Caxias do Sul,1,Cinema,1,Conchal,1,Concurso Público,125,Concursos,24,Cordeirópolis,1,Cosmópolis,1,Cotidiano,1,Covid-19,4,Cravinhos,2,Cubatão,1,Cultura,7,Curiosidades,16,Currículo,10,Cursos,234,Cursos a Distância,60,Cursos Técnicos,11,Datas Comemorativas,34,Descalvado,1,Dicas,201,Dicas para o trabalho,10,Direito Trabalhista,120,Dobrada,1,Dourado,4,Economia,81,Educação,47,Educação Profissional,2,Eleições,5,Emprego,24,Encceja,12,Enem,30,Engenheiro Coelho,1,Ensino Superior,1,Estado de São Paulo,3,Estágios,300,Etec,2,Exposição,1,Fatec,2,FGTS,4,Franca,6,Freelance,70,Fuvest,2,Ganhar Dinheiro,4,Gavião Peixoto,13,Greve,3,Guaíra,1,Guará,1,Guararapes,1,Guariba,2,Guia das Profissões,1,Holambra,1,Home Office,8,Ibaté,23,Ibitinga,6,Indaiatuba,2,Ipuã,1,Itápolis,3,Jaborandi,1,Jaboticabal,9,Jacupiranga,1,Jaguariúna,2,Jovem Aprendiz,77,Limeira,2,Livros,3,Livros Grátis,3,Matão,135,Monte Alto,1,Monte Azul Paulista,1,Motuca,4,Mundo,2,Notas de Falecimentos,1,Notícias,753,Nova Europa,4,Palestras,2,Passo Fundo,1,PCD,1,Pequenos Negócios,13,Pet Animais,1,Piracicaba,37,Piraju,1,PIS/PASEP,1,Podcasts,2,Política,4,Pradópolis,2,Pré-Vestibular,1,Presidente Prudente,6,Processos Seletivos,46,Profissões,3,Programas Sociais,2,Ribeirão Bonito,5,Ribeirão Preto,88,Rincão,6,rio,1,Rio Claro,14,Rio Preto,1,Salários,1,Santa Ernestina,1,Santa Lúcia,9,Santo Antônio de Posse,2,Santos,5,São Carlos,298,São João da Boa Vista,2,São José do Rio Pardo,1,São José do Rio Preto,7,São José dos Campos,7,São Leopoldo,1,São Paulo e Sorocaba,1,São Paulo/SP,38,Saque-aniversário,1,Saúde,3,Senac,12,Senai,6,Sertãozinho,5,Seu Dinheiro,10,Sorocaba,11,Sumaré,1,Tabupuã,1,Taquaritinga,4,Taubaté,3,Temporário,27,Trabalho no Exterior,3,Trainee,15,Univesp,1,Utilidade pública,2,Vagas abertas,8,Vagas de Emprego,5571,Vagas Patrocinadas,70,Vagas PCD,54,Vale do Ribeira,1,Vestibular,7,Vestibulares,3,Vídeo,7,
ltr
item
Empregos Araraquara: PEC 206 quer cobrar mensalidade em universidade pública; entenda o que mudaria com fim da gratuidade
PEC 206 quer cobrar mensalidade em universidade pública; entenda o que mudaria com fim da gratuidade
Gratuidade seria mantida para alguns estudantes e valor mensal deve ser definido pelo MEC, conforme proposta; medida está na pauta da CCJ da Câmara de
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgHJQm9UkliMzotTxvUXWlulTwDlUhbn4dwTx-m1DJsccL_pZePKxj2S-gSoRphgyYtdAF2QB1MiIl2DJrJypChxNXmTFEoy7VGK-nieeqB7o_NWWlVq62WPwv6cWDyCshftr946VwXS18P6H19cxgc3DY-OFQIO9kzhUTxYWEFKdkWvKFCiqLboQ/s16000/pec-206.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgHJQm9UkliMzotTxvUXWlulTwDlUhbn4dwTx-m1DJsccL_pZePKxj2S-gSoRphgyYtdAF2QB1MiIl2DJrJypChxNXmTFEoy7VGK-nieeqB7o_NWWlVq62WPwv6cWDyCshftr946VwXS18P6H19cxgc3DY-OFQIO9kzhUTxYWEFKdkWvKFCiqLboQ/s72-c/pec-206.jpg
Empregos Araraquara
https://www.empregosararaquara.com.br/2022/05/pec-206-quer-cobrar-mensalidade-em.html
https://www.empregosararaquara.com.br/
https://www.empregosararaquara.com.br/
https://www.empregosararaquara.com.br/2022/05/pec-206-quer-cobrar-mensalidade-em.html
true
2665611394616304272
UTF-8
Carregou todas as postagens Não foi encontrado nenhum post VER TUDO Consulte Mais informação Responder Cancelar resposta Excluir De Início PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ RÓTULO ARQUIVO PROCURAR TODAS AS PUBLICAÇÕES Não foi encontrada nenhuma correspondência com o seu pedido Voltar para o início Domigo Segunda-feira Terça Quarta-feira Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junnho Julho Agosto Setembro Outubro Novebro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO ETAPA 1: compartilhe em uma rede social ETAPA 2: Clique no link compartilhado em sua rede social, não é compatível com o app do facebook do smartphone, acesse a rede social de um navegador convencional. Copiar todo o código Selecionar todos os códigos Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Tabela de conteúdo