O que foi a Revolução Constitucionalista de 1932

Você sabe por que se comemora o dia 9 de julho? Descubra aqui!

 

A Revolução Constitucionalista de 1932 foi uma revolta ocorrida no estado de São Paulo contra o governo de Getúlio Vargas.


As elites paulistas buscavam reconquistar o comando político que haviam perdido com a Revolução de 1930, pediam a convocação de eleições e a promulgação de uma Constituição.


O dia da Revolução Constitucionalista é celebrado em 9 de julho e é feriado no estado de São Paulo.


Causas da Revolução de 1932

A Revolução de 1930 depôs o presidente Washington Luís (1869-1947) e impediu a posse do paulista Júlio Prestes (1882-1946), levando Getúlio Vargas ao poder.


Embora tivessem perdido sua hegemonia política, os paulistas apoiaram Vargas com a esperança de que ele convocasse eleições para a Constituinte e para presidente.


No entanto, o tempo passava e isso não acontecia. Desta maneira, uma forte oposição ao governo Vargas foi iniciada pelos fazendeiros paulistas.


Além disso, houve também grande participação de estudantes universitários, comerciantes e profissionais liberais, que exigiam convocação de eleições.


Assim, no dia 23 de maio de 1932, aconteceu um ato político a favor de eleições, no centro de São Paulo. A polícia reprime um grupo de manifestantes e causa a morte de quatro estudantes: Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo.


O fato revolta a sociedade paulista e as iniciais dos jovens - M.M.D.C. - tornam-se um dos símbolos do movimento.


Resumo da Revolução Constitucionalista de 1932

Para muitos historiadores, o termo "revolução" para o movimento constitucionalista de 1932 não é o mais adequado. Isso porque foi um movimento planejado pelas elites, cabendo melhor o termo "revolta" para descrevê-lo.


De qualquer forma, a Revolução Constitucionalista de 1932, Revolução de 1932 ou Guerra Paulista foi o primeiro grande levante contra a administração de Getúlio Vargas e também o último grande conflito armado ocorrido no Brasil.


O movimento foi uma resposta paulista à Revolução de 1930, a qual acabou com a autonomia dos estados garantidas pela Constituição de 1891.


Os insurgentes exigiam do Governo Provisório a elaboração de uma nova Constituição e a convocação de eleições para presidente.


Mobilização pela Revolução Constitucionalista


Os cartazes foram amplamente usados para convocar jovens para se alistarem nas tropas paulistas


A revolta se iniciou no dia 9 de julho e foi liderada pelo interventor do estado - cargo equivalente ao de governador - Pedro de Toledo (1860-1935).


Os paulistas fizeram uma grande campanha usando jornais e rádios, conseguindo mobilizar boa parte da população.


Houve mais de 200 mil voluntários, sendo 60 mil combatentes. Por outro lado, enquanto o movimento ganhava apoio popular, 100 mil soldados do governo Vargas partiram para enfrentar os paulistas.


Combates militares

Os paulistas esperavam o apoio de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul. No entanto, ambos os estados não aderiram à causa.


Em pouco tempo, São Paulo, que planejava uma ofensiva rápida contra a capital, se viu cercado de tropas federais. Assim, apelaram à população para doarem ouro a fim comprar armamentos e alimentar as tropas.


No total, foram 87 dias de combates, de 9 de julho a 4 de outubro de 1932, sendo os últimos enfrentamentos ocorridos dois dias depois da rendição paulista.


Em 2 de outubro, na cidade de Cruzeiro, as tropas paulistas se rendem ao líder da ofensiva federal e no dia seguinte, 3 de outubro, assinam a rendição.


Consequências da Revolução Constitucionalista

Foi registrado um saldo oficial de 934 mortos, embora estimativas não oficiais reportem até 2200 falecidos. Apesar da derrota no campo de batalha, politicamente o movimento atingiu seus objetivos.


A luta pela constituição foi fortalecida e, em 1933, as eleições foram realizadas colocando o civil Armando Sales (1887-1945) como Governador do Estado, em 1935.


Igualmente, em 1934 foi reunida a Assembleia Constituinte que faria a nova Carta Magna do país, promulgada no mesmo ano. Esta seria a mais curta das constituições que o Brasil já teve, pois foi suspensa com o golpe que instituiu o Estado Novo, em 1937.


Até hoje, o dia 9 de julho é uma data comemorada por todo estado de São Paulo e lembrada em diversos monumentos.


O Obelisco do Ibirapuera, por exemplo, é o monumento funerário do movimento e abriga os restos mortais daqueles que morreram na Revolução. Ali também estão os corpos de Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo.


Quinze coisas que você não sabia sobre a Revolução de 1932


1 - As duas principais avenidas que ligam a cidade São Paulo de norte a sul - Nove de Julho e 23 de Maio, têm seus nomes vinculados a datas do movimento constitucionalista. No dia 23 de maio, foram mortos os jovens Martins, Miragaia, Drausio e Camargo (cujos sobrenomes formam a sigla MMDC).


2- O primeiro jogo de handebol oficial no país foi realizado no Clube Germânia - atual Clube Pinheiros. A partida foi organizada pela colônia alemã, com objetivo de recolher fundos para as vítimas dos combates, em agosto de 1932.


3- As transmissões mais importantes das rádios paulistas - Recorde e Cruzeiro do Sul - em 1932 foram feitas entre 2h e 4h da madrugada. Neste horário, as ondas alcançavam maior distância e permitiam que os adeptos do Movimento Constitucionalista em outros estados pudessem ouvi-las.


4- Todos os atletas paulistas que participaram das Olimpíadas de Los Angeles, em 1932, se alistaram para lutar na Força Constitucionalista ao retornarem ao Brasil. A exceção foi a jovem nadadora Maria Lenke, que tinha apenas 17 anos de idade. Ela foi a primeira mulher sul-americana a disputar uma Olimpíada.


5- A atual bandeira paulista foi usada pela primeira vez como símbolo do estado de São Paulo em 25 de janeiro de 1932, durante a primeira grande manifestação de rua paulista contra a ditadura de Getúlio Vargas. A bandeira havia sido criada para ser símbolo do país após a Proclamação da República, em 1989, mas acabou preterida. Ela começou a ser hasteada na área bancária do centro de São Paulo e também servia para identificar as sacas de café produzido no estado. A bandeira não tinha, porém, a mesma configuração. Como era feita em casa, o número de listras variava. São treze listras variando entre branco e preto. Durante o Estado Novo, Vargas proibiu o uso de símbolos pelos estados e a bandeira paulista chegou a ser queimada.


6 - Criada para arrecadar dinheiro para compra de armas nos Estados Unidos, a campanha "Ouro para o Bem de São Paulo" foi um sucesso. A aquisição de armas, porém, não foi viabilizada. Para usar o dinheiro e impedir que ele fosse confiscado pelo governo Vargas, ele foi doado para término da construção da Santa Casa. Mesmo assim, sobrou dinheiro. Ele foi usado para construir o prédio "Ouro para o Bem de São Paulo, Largo da Misericórdia. Sua fachada tem a forma da bandeira paulista, em alto e baixo relevo. A intenção era que o prédio, alugado, ajudasse a prover recursos para a Santa Casa.


7 - O mais jovem soldado morto em combate na Revolução de 32 tinha apenas 9 anos e meio de idade: o escoteiro Aldo Chioratto, foi morto durante bombardeio aéreo em Campinas.


8 - Santos Dumont estava na Praia das Pitangueiras, em Santos, quando viu um ataque de um avião paulista a um navio da Marinha que estava bloqueando o acesso ao Porto de Santos. O avião explodiu no ar e mergulhou em frente à praia. Santos Dumont, que já vivia um período depressivo, retornou à pensão, tirou a gravata e se enforcou.


9 - Todas as colônias estrangeiras estabelecidas em São Paulo colaboraram com o Movimento Constitucionalista, inclusive a japonesa. Soldados nisseis engrossaram as tropas paulistas. Entre as doações estavam um saco de arroz e um de banana doados por agricultores japoneses do oeste paulista.


10 - A viúva de Rui Barbosa, Maria Augusta Viana Bandeira, que morava no Rio de Janeiro, encaminhou a aliança de casamento para a campanha "Ouro para o bem de São Paulo". Ao ser criticada, ela afirmou que se o marido estivesse vivo, concordaria.


11- A marchinha "O teu cabelo não nega", de Lamartine Babo, foi o grande sucesso do carnaval de 1932. Nela, o compositor ironiza a nomeação de interventores: "Mulata, mulatinha, meu amor. Fui nomeado teu tenente interventor".


12 - As tropas combatentes das frentes paulista e mineira pararam para cantar juntas a música "A voz do violão", sucesso na voz de Francisco Alves. Um soldado paulista, único a ter um violão, iniciou alguns acordes. Do outro lado do 'front', outro soldado gritou: "Ô paulista, toca aquela do violão". E as duas tropas rivais soltaram a voz - afinal, eram todos brasileiros.


13 - Embora a revolução tenha acontecido em São Paulo, havia aliados por todo o país, entre eles Rio de Janeiro, Pará, Amazonas, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. A cidade gaúcha de Soledade declarou publicamente seu apoio às tropas paulistas.


14 - Embora muitos quisessem olhar o Movimento Constitucionalista como uma disputa Rio-São Paulo, havia apoio às tropas paulistas no Rio de Janeiro e eram constantes as transmissões das rádios paulistas no estado. Havia constantes boatos de que haveria sublevação no Rio, levando a polícia política de Vargas tentar localizar os transmissores locais.


15 - A primeira mulher a se eleger deputada federal foi a médica paulista Carlota Pereira de Queirós, que liderou a União Cívica Feminina durante a revolução. Até então, mulher sequer votava. A mobilização das mulheres na Revolução de 1932 deu força ao movimento a favor do voto feminino. Carlota foi eleita em 1934.


As informações desta lista foram passadas por um estudioso no assunto, o coronel da Polícia Militar Luiz Eduardo Pesce de Arruda, de 48 anos. Ele se encantou com o tema no primeiro ano da academia. Hoje, comanda o Centro de Aperfeiçoamento e Estudos Superiores da Polícia Militar em São Paulo. Arruda escreveu até mesmo um musical, chamado "1932 - Os sons da guerra".


A Guerra dos Paulistas | Documentário




COMMENTS

Nome

Abono Salarial,2,Agenda,3,Altinópolis,1,Américo Brasiliense,179,Araçatuba,5,Araraquara,5316,Araras,2,Artur Nogueira,1,Barretos,2,Batatais,1,Bauru,21,Bebedouro,3,Boa Esperança do Sul,8,Borborema,2,Botucatu,2,Brasil,21,Brotas,3,Bueno de Andrada,2,Cajuru,2,Campanha Eleitoral,1,Campinas,28,Carreira,109,Caxias do Sul,1,Cinema,1,Conchal,1,Concurso Público,110,Concursos,23,Cordeirópolis,1,Cosmópolis,1,Cotidiano,1,Covid-19,4,Cravinhos,2,Cubatão,1,Cultura,7,Curiosidades,16,Currículo,8,Cursos,219,Cursos a Distância,53,Cursos Técnicos,10,Datas Comemorativas,34,Descalvado,1,Dicas,188,Dicas para o trabalho,8,Direito Trabalhista,114,Dobrada,1,Dourado,3,Economia,80,Educação,44,Educação Profissional,1,Eleições,5,Emprego,22,Encceja,12,Enem,30,Engenheiro Coelho,1,Ensino Superior,1,Estado de São Paulo,2,Estágios,282,Etec,2,Exposição,1,Fatec,2,Franca,6,Freelance,66,Fuvest,2,Gavião Peixoto,12,Greve,3,Guaíra,1,Guará,1,Guararapes,1,Guariba,1,Guia das Profissões,1,Holambra,1,Home Office,3,Ibaté,22,Ibitinga,6,Indaiatuba,2,Ipuã,1,Itápolis,3,Jaborandi,1,Jaboticabal,8,Jacupiranga,1,Jaguariúna,2,Jovem Aprendiz,77,Limeira,2,Livros,3,Livros Grátis,3,Matão,133,Monte Alto,1,Monte Azul Paulista,1,Motuca,4,Mundo,2,Notas de Falecimentos,1,Notícias,694,Nova Europa,4,Palestras,2,Passo Fundo,1,PCD,1,Pequenos Negócios,13,Pet Animais,1,Piracicaba,35,Piraju,1,Política,4,Pradópolis,2,Pré-Vestibular,1,Presidente Prudente,6,Processos Seletivos,45,Profissões,3,Programas Sociais,2,Ribeirão Bonito,5,Ribeirão Preto,86,Rincão,6,Rio Claro,14,Rio Preto,1,Salários,1,Santa Ernestina,1,Santa Lúcia,7,Santo Antônio de Posse,2,Santos,5,São Carlos,287,São João da Boa Vista,1,São José do Rio Pardo,1,São José do Rio Preto,7,São José dos Campos,7,São Leopoldo,1,São Paulo e Sorocaba,1,São Paulo/SP,33,Saúde,3,Senac,12,Senai,6,Sertãozinho,5,Seu Dinheiro,9,Sorocaba,10,Tabupuã,1,Taquaritinga,4,Taubaté,3,Temporário,23,Trabalho no Exterior,3,Trainee,11,Univesp,1,Utilidade pública,2,Vagas abertas,7,Vagas de Emprego,5411,Vagas Patrocinadas,71,Vagas PCD,54,Vale do Ribeira,1,Vestibular,7,Vestibulares,3,Vídeo,7,
ltr
item
Empregos Araraquara: O que foi a Revolução Constitucionalista de 1932
O que foi a Revolução Constitucionalista de 1932
Você sabe por que se comemora o dia 9 de julho? Descubra aqui!
https://1.bp.blogspot.com/-aMWNBkjiY-s/YOd6lRij1sI/AAAAAAAA1Zo/x8bY89EV8iccepR98RhS9yg4iXHTr1rwwCLcBGAsYHQ/s16000/1932.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-aMWNBkjiY-s/YOd6lRij1sI/AAAAAAAA1Zo/x8bY89EV8iccepR98RhS9yg4iXHTr1rwwCLcBGAsYHQ/s72-c/1932.jpg
Empregos Araraquara
https://www.empregosararaquara.com.br/2021/07/o-que-foi-revolucao-constitucionalista.html
https://www.empregosararaquara.com.br/
https://www.empregosararaquara.com.br/
https://www.empregosararaquara.com.br/2021/07/o-que-foi-revolucao-constitucionalista.html
true
2665611394616304272
UTF-8
Carregou todas as postagens Não foi encontrado nenhum post VER TUDO Consulte Mais informação Responder Cancelar resposta Excluir De Início PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ RÓTULO ARQUIVO PROCURAR TODAS AS PUBLICAÇÕES Não foi encontrada nenhuma correspondência com o seu pedido Voltar para o início Domigo Segunda-feira Terça Quarta-feira Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junnho Julho Agosto Setembro Outubro Novebro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO ETAPA 1: compartilhe em uma rede social ETAPA 2: Clique no link em sua rede social Copiar todo o código Selecionar todos os códigos Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Tabela de conteúdo